Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi e Márquez prontos para voltarem ao ataque em Jerez.

Rossi e Márquez prontos para voltarem ao ataque em Jerez.

Valentino Rossi e Marc Márquez estão prontos para voltarem em luta no Campeonato do Mundo de MotoGP™ em Jerez.

O paddock está a caminho dos 4,4 km da pista de Jerez para o Grande Prémio bwin de Espanha, quarta jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP™. Trata-se da 29ª visita consecutiva à pista que se estreou no calendário do Mundial em 1987.

Valentino Rossi, da Movistar Yamaha, é o actual líder da geral com uma vantagem de seis pontos sobre a Ducati GP15 de Andrea Dovizioso e com mais 30 pontos que o quinto classificado Márquez. O incidente de Rossi e Márquez na Argentina deixou os adeptos ainda mais desejosos por uma nova e grande batalha entre ambos agora que o Campeonato chega à Europa.

No ano passado em Jerez Rossi e Márquez lutaram entre si no início da corrida antes do espanhol rumar à vitória com o italiano em segundo e Pedrosa em terceiro. Este ano, o piloto de 36 anos espera melhorar o resultado e dilatar o impressionante total de seis triunfos de MotoGP™ em Jerez. Rossi é o piloto mais bem sucedido no circuito do Sul de Espanha, com oito vitórias em todas as classes e é um de apenas três pilotos não espanhóis a ter estado no mais alto do pódio da classe de MotoGP™: os outros dois são Casey Stoner e Loris Capirossi.

Márquez terá, certamente, outro planos, apesar de se ter tornado no primeiro piloto a vencer a corrida desde a pole no ano passado para se estrear a ganhar na pista espanhola. Apesar de estar longe de Rossi na classificação, o Campeão do Mundo de MotoGP™ disse que ainda não está em pânico, já que em 2013, pela mesma altura, estava também a 30 pontos do colega de equipa Dani Pedrosa e mesmo assim conquistou o título.

O colega de equipa de Rossi, Jorge Lorenzo, vai tentar colocar a sua época de novo no bom caminho depois de ter falhado o pódio nas três primeiras corridas de MotoGP™; uma estreia na carreira. O espanhol deverá estar muito motivado com forte apoio do público da casa e com o facto de contar com vitórias consecutivas na pista em 2010 e 2011. Lorenzo está neste momento em quarto, a 29 pontos de Rossi, e com mais um ponto que Márquez, mas sabe que tem de começar a ganhar corridas se quer ter alguma possibilidade de lutar pelo terceiro título.

Já a Ducati Team espera dar continuidade ao excelente início de época em que assistiu a Andrea Dovizioso conquistar três segundos lugares consecutivos com a nova Desmosedici GP15. No ano passado o italiano foi quinto em Jerez e a equipa espera agora conquistar a primeira vitória na categoria desde 2010. O seu colega de equipa Iannone venceu a corrida de Moto2™ de 2011, mas não terminou a prova desde que subiu para o MotoGP™ em 2013.

Cal Crutchlow, da CMW LCR Honda, reclamou o o primeiro pódio da época na Argentina e estará repleto de confiança à chegada a Espanha após ter recebido importantes actualizações para a sua montada de Fábrica. O seu anterior melhor resultado em Jerez é o quarto posto de 2012, depois disso teve de desistir da corrida na época passada com a Ducati de Fábrica.

O Team Suzuki Ecstar mostrou excelentes sinais de progressos na Argentina, com Aleix Espargaró a qualificar-se na segunda posição da grelha e com ambas as GSX-RR a terminarem nos dez primeiros. A Suzuki deverá dar-se bem com a fluída e técnica pista de Jerez e Espargaró e o seu colega de equipa Maverick Viñales deverá estar ainda mais motivado por correr em casa. Espargaró terminou a corrida de MotoGP™ do ano passado em sétimo com a Forward Racing Yamaha, enquanto Viñales foi quinto na Moto3™.

Em 2014 em Jerez Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, bateu o colega de equipa Pol Espargaró ao terminar em oitavo e já venceu no circuito espanhol nas 125cc, em 2009. Pol Espargaró sabe que tem de recuperar do fraco início de época e estará ansioso por correra perante os seus fãs num circuito onde já venceu nas 125cc (2010) e na Moto2™ (2012).

Yonny Hernández, da Pramac Racing, estará em busca de bom fim‑de‑semana depois de se ter visto forçado a abandonar na Argentina, e foi 14º em Jerez no ano passado, isto enquanto o colega de equipa Petrucci fracturou o pulso no Warm Up e foi forçado a falhar a corrida.

Scott Redding, da Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Racing Honda, vai tentar dar continuidade ao primeiro Top 10 da época conquistado na Argentina, isto depois de ter terminado no pódio em Jerez, em 2013, a caminho do vice no Mundial de Moto2™.

Na classe Open, Héctor Barberá (Avintia Racing) é o actual líder da classe com oito pontos, se bem que Jack Miller, da CWM LCR Honda, está apenas a dois pontos de distância depois de triunfado na categoria na Argentina, enquanto Nicky Hayden, da Aspar MotoGP Team, soma três pontos.

A acção do MotoGP™ tem início no Circuito de Jerez pelas 09h55 locais de sexta-feira.

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA

Outras actualizações que o podem interessar ›