Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Vázquez na frente com Quartararo à espreita

Vázquez na frente com Quartararo à espreita

O regresso do Campeonato à Europa trouxe algumas alterações às tabelas de tempos após o final do primeiro dia de trabalho em Jerez.

O tão esperado regresso do Campeonato do Mundo à Europa, para o Grande Prémio bwin de Espanha no circuito de Jerez de la Frontera, está consumado com a realização das duas primeiras sessões de treinos livres da Moto3™ e a verdade é que o dia terminou com algumas modificações no topo da tabela de tempos combinados.

Efrén Vázquez, da Leopard Racing, que tinha como melhor prestação no primeiro dia de trabalho num GP desta época o quarto lugar no Circuito das Américas, terminou os procedimentos desta sexta-feira como o piloto mais rápido depois de ter liderado a primeira sessão do dia com 1:47,088s. De tarde o espanhol ainda tentou melhorar o registo, mas acabou por ser quarto e um dos dois únicos do Top 10 a não bater a marca pessoal da manhã.

Enquanto isso, o estreante sensação Fabio Quartararo apresentou prestação exactamente inversa. O gaulês da Estrella Galicia 0,0 já tinha brilhado no traçado do Sul de Espanha durante os testes de pré-época e depois de ter sido quarto durante a manhã, aumentou o ritmo para terminar a tarde com a melhor marca ao rodar em 1:47,256s, o bastante para terminar o dia em segundo, a 0,168s da frente. Uma melhoria significativa por parte do jovem de 16 anos que nas primeiras três provas do ano não tinha ido além da sexta posição no primeiro dia trabalho.

Isaac Viñales já tinha dado boa conta de si no primeiro dia de acção no Qatar, mas depois viu o nível cair nas duas rondas que se seguiram com dois nonos lugares. Contudo, na pista de Jerez o piloto da Husqvarna Factory Laglisse apresentou clara melhoria de ritmo para terminar na terceira posição, isto apesar de também ele não ter conseguido melhorar o andamento na sessão vespertina. Ainda assim, o espanhol foi o único piloto não-Honda nos seis primeiros.

Por oposição, o líder destacado da classificação, Danny Kent, viu-se pela primeira vez afastado o Top 3 no início dos trabalhos num fim‑de‑semana de Grande Prémio. O britânico da Leopard Racing não foi além do quarto tempo, a 0,333s da frente, mas atendendo à boa forma que apresenta desde o arranque da época não deixa de ser um nome a ter em grande linha de conta para a qualificação de amanhã e corrida de domingo, ainda para mais porque foi terceiro e segundo nas tabelas de cada uma das sessões de hoje. O que comprova que está no ritmo.

Niccolò Antonelli também andou na luta pelas melhores posições nos dois treinos livres de hoje e melhorou durante a tarde. Ainda assim, o piloto da Ongetta-Rivacold fecha a lista dos cinco primeiros a 0,424s da frente, com o colega de equipa de Quartararo, Jorge Navarro, a concluir o trabalho no sexto posto e a 0,490s.

Quem melhorou bastante ao longo do dia foi o trio da Red Bull KTM Ajo. O checo foi sempre o melhor dos três nas duas sessões; Karel Hanika começou mesmo por ser o único a rodar nos dez primeiros durante a manhã ao assinar a nona marca, mas na sessão vespertina foi sexto, o que se traduziu na sétima posição na tabela de tempos combinados. Atrás dele surge Miguel Oliveira. O português, que só somou os primeiros pontos na Argentina, começou o dia a mais de 1,2s da frente, com o 12º registo da manhã, mas depressa mostrou melhoria de andamento, retirando cinco décimos à marca pessoal para terminar o dia em oitavo, seguido de Brad Binder, também ele a progredir bem da manhã para a tarde ao ganhar seis décimos de uma sessão para a outra.

A fechar o Top 10 do dia, e logo atrás do sul-africano, surge Enea Bastianini, da Gresini Racing Team Moto3, que logrou apenas uma melhoria de um décimo da manhã para a tarde.

Veja os resultados combinados de sexta-feira da Moto3™.

Tags:
Moto3, 2015, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, FP2, Efren Vazquez, Fabio Quartararo, Isaac Viñales, Leopard Racing, Husqvarna Factory Laglisse, Estrella Galicia 0,0

Outras actualizações que o podem interessar ›