Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Finalmente, Rabat à cabeça

Finalmente, Rabat à cabeça

O Campeão do Mundo destacou-se após mau início de época e garantiu a pole position em casa para a corrida de Moto2™ de domingo.

O arranque desta temporada de 2015 não tem sido fácil para o Campeão do Mundo de Moto2™ Tito Rabat. Sempre na primeira linha da grelha em todos os Grandes Prémios já disputados, o piloto da Estrella Galicia 0,0 Marc VDS superou essa mesma fasquia neste sábado ao garantir a primeira pole da época no traçado de Jerez.

Contudo, o espanhol tem ainda de melhorar, e muito, a fasquia na corrida. Seja por azares, ou por erros, Rabat ocupa um pouco característico 11º lugar, com apenas 17 pontos, depois de uma desistência, um quarto lugar e um 12º posto no Qatar, Austin e Argentina, respectivamente. E se quer levar a bom porto a revalidação do ceptro e tornar-se no primeiro na história da categoria intermédia a conquistar duas coroas, tem claramente de começar a recuperar o terreno perdido.

A julgar pelo que tem apresentado desde sexta-feira em Jerez, e com o apoio caseiro, pode muito bem ser que estejamos perante o ponto de viragem na época do espanhol. E até pode ser que a tarefa se apresente fácil.

Ao contrário daquilo a que se tem assistido este ano, o regresso do Mundial à Europa parece ter trazido consigo um agitar das águas no que respeita aos homens da frente. O líder da classificação Johann Zarco (Ajo Motrosport) parece ter perdido o Norte por terras da América do Sul. Após a primeira vitória na carreira de Moto2™ na Argentina, o gaulês está a apresentar prestações muito díspares em Jerez e na qualificação não foi além de nono (+0,562s), a sua pior qualificação do ano e o pior resultado da jornada até ao momento.

Mas o segundo do Campeonato, Alex Rins (Páginas Amarillas HP 40) também não está nada regular. É certo que logrou o segundo posto da grelha, a pouco mais de três décimos, mas também já chegou a ser 14º na sexta-feira. E a verdade é que a irregularidade parece a pedra de toque da Moto2™, com Jonas Folger (AGR Team) a ter garantido a terceira posição da grelha após altos e baixos nas sessões de treinos livres.

Seguem-se Thomas Lüthi (Derendinger Racing Interwetten) e Takaaki Nakagami (Idemitsu Honda Asia Team) na ordem de partida, ambos à frente de Sam Lowes. O britânico da Speed Up Racing compensou o nulo do Qatar com uma vitória nas Américas e calculado terceiro lugar na Argentina, mas agora vai ter de mostrar todo o seu valor para recuperar posições na partida e chegar à frente da corrida para lutar pela vitória e, com isso, tentar aproximar-se da liderança da geral. Se souber voltar a pensar no Campeonato como um todo, como fez na Argentina, e não apenas no triunfo numa corrida, como no Qatar, pode ser que esteja no bom caminho.

Trabalho redobrado terá Julian Simon. O cometeu uma irregularidade técnica que faz com que tenha de partir do final da grelha (mas não recebeu pontos de penalização).

Resta agora esperar pelas 11h20 locais de amanhã para assistirmos ao que promete ser mais uma corrida emocionante, ainda para mais com 18 primeiros qualificados separados por menos de um segundo.

Tags:
Moto2, 2015, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, QP, Tito Rabat, Jonas Folger, Alex Rins, Estrella Galicia 0,0, AGR Team, Paginas Amarillas HP 40

Outras actualizações que o podem interessar ›