Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Iannone: “Encontraram um fractura no topo do úmero”

Iannone: “Encontraram um fractura no topo do úmero”

Andrea Iannone, da Ducati Team, vai ter de voltar a correr contra as dores em Mugelle após descoberta de fractura no braço.

Poucos dias antes do GP de França Iannone participou em dois dias de testes na pista da Toscana, assinando excelentes tempos. Infelizmente, no final do segundo dia sofreu queda na Arrabbiata 2 e lesionou-se no ombro esquerdo.

Iannone conseguiu aguentar as dores e acabou por fazer uma grande corrida para terminar o GP em quinto após emocionante batalha com Márquez. Contudo, nos últimos dias o italiano foi submetido a ressonância magnética que acabou por revelar uma pequena fractura no topo do úmero, pelo que Iannone terá de abordar a pista de Mugello com incerteza no que toca à condição física.

Andrea Iannone:
“É claro que vou correr no domingo em Mugello, mas vai-me se complicado estar a 100%. Há uns dias deixei de tomar os analgésicos e ontem fiz uma ressonância magnética. Infelizmente descobriram uma pequena fractura no topo do úmero e, para ser franco, foi uma surpresa desagradável. O inchaço ainda me causa muitas dores e vou continuar a terapia laser com o intuito de o reduzir o mais depressa possível. De todas as formas, vou ter de aguentar as dores como fiz em Le Mans porque é muito mais importante para mim e para a Ducati fazer uma boa corrida perante os fãs em Mugello.”

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM, Andrea Iannone, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›