Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Italianos dominam em casa na Moto3™

Italianos dominam em casa na Moto3™

Antonelli foi o mais rápido da Moto3™ no primeiro dia de acção em Mugello depois de Bastianini ter sido o melhor da manhã.

O primeiro dia de acção da Moto3™ no Grande Prémio de Itália TIM já terminou e o factor casa parece ter o seu peso. Depois de Enea Bastianini (Gresini Racing Team Moto3) ter sido o mais lesto da manhã, na sessão vespertina a liderança da tabela de tempos ficou a cargo de Niccolò Antonelli.

Tirando o melhor partido das boas condições verificadas hoje no traçado da Toscana, o jovem da Ongetta-Rivacold retirou mais de um segundo à sua melhor marca da manhã, e 0,6s ao registo mais rápido da FP1, para encabeçar a tabela de tempos da tarde e, com isso, terminar o dia na primeira posição da tabela de tempos combinados.

Mas o resultado de Antonelli surgiu mesmo ao cair do pano, arredando Miguel Oliveira da primeira posição, no que foi uma resposta directa ao tempo apresentado pelo português momentos antes.

Quem também conseguiu melhorias mesmo no final da sessão foram Efrén Vázquez e Isaac Viñales. O veterano espanhol da Leopard Racing saltou para a segunda posição já quase sobre a bandeira de xadrez, o mesmo acontecendo com o mais jovem da Husqvarna Factory Laglisse, se bem que este a terminar no terceiro posto.

Enquanto isso, Oliveira deu grande salto qualitativo face à manhã. O piloto da Red Bull KTM Ajo não tinha conseguido melhor que o 13º posto no primeiro treino livre, a 1,1s da frente, mas de tarde acabou por garantir a quarta posição a 0,620s da frente.

Por oposição, Enea Bastianini foi o único dos dez primeiros a não melhorar. O jovem da Gresini Racing Team Moto3 tinha sido o melhor da FP1 e durante a tarde ainda chegou a liderar a tabela de tempos, mas a verdade é que não encontrou os argumentos necessários para repetir o mesmo nível de prestação e teve de se contentar com a oitava posição da tarde, o que se traduziu no quinto posto na tabela de tempos combinados, a mais 11 centésimos de segundo de Oliveira.

Enquanto isso, Romano Fenati conseguiu melhorar marginalmente o andamento na FP2 para terminar uma posição acima do que havia conseguido no ensaio matinal, em quinto. Contudo, na geral do dia viu a posição inalterada, sendo actualmente o sexto mais rápido.

Ainda assim, Fenati conta com 0,129s de vantagem sobre o líder do Campeonato Danny Kent. O britânico da Leopard Racing parece ainda não se ter encontrado com a pista de Mugello e, apesar de ter sido segundo na sessão mais lenta da manhã, de tarde conseguiu retirar apenas um décimo à melhor marca pessoal para concluir o trabalho em sétimo. Isto apesar de ter garantido a sexta marca da FP1; também ele acabou por se ver superado pelo registo matinal de Bastianini.

Andrea Locatelli, o quarto dos cinco pilotos da casa nos dez primeiros, foi oitavo. O jovem da Gresini Racing Team Moto3 precisou de mais 0,878s segundos que Antonelli para efectuar uma volta ao circuito de Mugello, ainda assim retirou cerca de segundo e meio à sua melhor marca pessoal.

A completar a lista dos dez primeiros neste dia de arranque do Grande Prémio de Itália Tim ficaram o colega de equipa de Oliveira, Brad Binder (+0,998s; o último a rodar a um segundo da frente), e Alessandro Tonucci. O italiano da Outox Reset Drink Team foi o melhor representante da Mahindra, batendo os oficiais Juanfran Guevara e Jorge Martín por larga margem para terminar a 1,132s da frente.

Veja os resultados combinados da Moto3™.

Tags:
Moto3, 2015, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM, FP2, Isaac Viñales, Niccolò Antonelli, Efren Vazquez, Husqvarna Factory Laglisse, Ongetta-Rivacold, Leopard Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›