Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pode alguém prejudicar corrida de Kent ao ceptro na Catalunh

Pode alguém prejudicar corrida de Kent ao ceptro na Catalunh

Nenhum dos actuais pilotos de Moto3™ já venceu na Catalunha, um circuito que tem sido dominado pelos espanhóis na categoria mais baixa.

O último espanhol a vencer na Moto3™ foi Efrén Vázquez, no ano passado na Malásia; desde então as vitórias foram repartidas por pilotos britânicos (Miller e Kent), um francês (Masbou), um italiano (Fenati) e pelo português Miguel Oliveira. A categoria mais baixa, nos últimos anos, tem sido dominada por pilotos espanhóis, em particular na Catalunha com vitórias  nas últimas cinco épocas.

Um domínio que este ano ainda não se verificou e que Kent espera continuar a impedir de forma a dilatar ainda mais os 124 pontos que totaliza na frente da classificação. Tanto Fabio Quartararo, como Éfren Vázquez apresentaram-se como os rivais iniciais, mas a dupla não somou pontos nas duas últimas corridas. Enea Bastianini é agora segundo com 78 pontos.

Em 2014 o italiano estreou-se no pódio da Moto3™ ao terminar na segunda posição. Bastiniani foi outro piloto, tal como Kent, a estar na luta pela vitória em Mugello e demonstrou forte ritmo ao longo do ano e tem terminado nos dez primeiros.

Enquanto isso, Miguel Oliveira tornou-se no primeiro português a vencer um Grande Prémio, precisamente em Mugello, e espera agora dar continuidade ao bom momento de forma. Tanto ele, como a KTM, parecem ter recuperado bem de um fraco início de época marcado por várias quedas. Oliveira terminou no pódio em 2012 na Catalunha quando foi terceiro na Moto3™.

Éfren Vázquez e Isaac Viñales representam a melhor esperança de Espanha manter o domínio na Catalunha, não fossem eles quinto e sexto da geral, respectivamente. A moto da Leopard Racing já provou ser vencedora nas mãos de Danny Kent e o próprio Vázquez já assinou dois pódios este ano. Um regresso aos três primeiros seria bem-vindo para o basco após duas desistências.

Viñales foi terceiro na Argentina com a Husqvarna, mas desde então tem tido dificuldades para terminar nos cinco primeiros. Em Valência em 2014 mostrou ser capaz de lutar com os pilotos da frente ao debater-se com Jack Miller pelo mais alto do pódio e caso consiga uma boa qualificação e uma boa partida é bem possível que volte a rodar na frente.
O Grande Prémio Monster Energy da Catalunha de Moto3™ arranca com a primeira sessão de treinos livres pelas 9 horas locais de sexta-feira.

Tags:
Moto3, 2015, GRAN PREMI MONSTER ENERGY DE CATALUNYA

Outras actualizações que o podem interessar ›