Compra de bilhetes
VideoPass purchase

GP da Catalunha: Recordar a batalha Rossi vs Lorenzo de 2009

GP da Catalunha: Recordar a batalha Rossi vs Lorenzo de 2009

Há seis anos os colegas de equipa mal se falavam e havia uma parede na garagem da Yamaha de fábrica…

Com 19 anos de experiência como reporter do MotoGP™ para a Motorcycle News, Matthey Birt conhece o campeonato por dentro e por fora. Na época de 2015 ele junta-se à equipa do motogp.com para lhe trazer notícias exclusivas desde o paddock.

Valentino Rossi e Jorge Lorenzo chegam à pista da Catalunha, perto de Barcelona, separados por apenas seis pontos no que é já uma emocionante batalha pelo Campeonato do Mundo de MotoGP™.

Há seis anos eles também chegaram à Catalunha separados por apenas cinco pontos em perseguição do líder Casey Stoner, isto numa altura em que a relação entre os dois pilotos Yamaha era bem diferente.

Eles quase não se falavam, tinham uma parede a separá-los na garagem da Yamaha e não era permitida a partilha de dados.

A tensão e animosidade pairava no ar com regularidade, mas a emocionante luta que levaram a cabo na Catalunha em 2009 vai para a história como a melhor batalha de última volta do MotoGP.

Foi mais que um embate pelos 25 pontos.

Era uma questão de orgulho e honra para os afortunados que testemunharam o inesquecível espectáculo que fará parte da lista dos eventos “Eu estive lá!”

Após prometedora, mas dolorosa época de estreia de 2008, Lorenzo tinha aprendido depressa a mostrar porque é que a Yamaha tinha assinado com ele muito antes do ano de debute. Ele já tinha ganho por duas vezes, no Japão e em França, e apresentava-se como séria ameaça a Rossi no que tocava à conquista do nono título.

Rossi sabia, à chegada a Barcelona, que tinha de retaliar rapidamente e que tinha de colocar o jovem rival no seu lugar. Como o fez passou a fazer parte da história do MotoGP. Nas últimas voltas a luta roda a roda foi uma das mais emocionantes de todos os tempos.

E o final vai ficar na memória de todos com a brilhante manobra de Rossi na última curva a acabar com os sonhos de Lorenzo assinar a primeira vitória na categoria rainha em casa.

Rossi usou o factor surpresa na última direita com toda a mestria. “Inteligente e corajoso” como Lorenzo o descreveu ao tentar ser magnânimo perante o que deve ter sido uma dura derrota.

Eu nunca me vou esquecer do crescendo de emoções na sala de imprensa que fez com 150 pessoas parecessem 150.000.

A manobra de Rossi foi tão ousada que nunca mais foi repetida. Isso deve-se muito ao facto de mais ninguém ter arriscado ficar tão vulnerável numa pista semelhante desde então.

Tendo em conta o recente bom momento de forma de Lorenzo, Rossi ficará contente se ainda estiver na luta pelo triunfo quando chegar à última curva no domingo.

Após complicado início de 2015, em que nem sequer terminou no pódio nas três primeiras corridas, Lorenzo esteve imperial em Jerez, Le Mans e Mugello.

Ele liderou 78 voltas consecutivas de início a fim e isso é um recorde só por uma vez superado em 66 anos de história do Campeonato do Mundo, quando Casey Stoner liderou 88 voltas na época em que dominou com a Ducati, em 2007.

Rossi continua a estabelecer marcas pessoais em busca do 10º Campeonato do Mundo. Os seis pódios consecutivos representam o seu melhor início de época desde 2005 e ele tem de encontrar forma de travar Lorenzo rapidamente.

A qualificação é onde Rossi tem de melhorar. Ele já admitiu que essa é a sua fraqueza nos 15 minutos da Q2.

Curiosamente, ele só partiu da primeira linha da grelha por sete vezes nas últimas 78 corridas e só assinou duas pole positions desde 2009!

Com Lorenzo a ser muito forte na partida e muito rápido a impor forte ritmo na frente, Rossi perde terreno que por vezes é impossível de recuperar.

Para impedir Lorenzo de conquistar a quarta vitória consecutiva pela primeira vez na carreira Rossi talvez tenha de levar a cabo uma das suas mais inspiradas prestações.

Se ele necessita de alguma inspiração então tem apenas de ver este vídeo do que fez na última volta da Catalunha em 2009.

E todos adoraríamos rever uma batalha dessas no domingo.

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMI MONSTER ENERGY DE CATALUNYA, Jorge Lorenzo, Valentino Rossi, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›