Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Zarco mais líder após vitória na Catalunha

Zarco mais líder após vitória na Catalunha

Árdua vitória de Johann Zarco no GP Monster Energy da Catalunha à frente de Alex Rins e Tito Rabat.

Olhando apenas para o resultado da qualificação de sábado e para a corrida deste domingo do Grande Prémio Monster Energy da Catalunha podia pensar-se que a vitória do piloto da Ajo Motorsport tinha sido fácil, liderando desde a pole até final, mas a verdade não podia estar mais longe disso.

Uma má partida atirou Zarco para a quinta posição e, ao cabo de quatro voltas, o gaulês chegou mesmo a passar pela meta na sexta posição por três vezes consecutivas. Só então Johann Zarco começou a recuperar terreno.

Enquanto isso, o Campeão do Mundo Tito Rabat mostrava ao que vinha e assumia a liderança da corrida depois de partir da terceira posição da grelha. Superado por Sam Lowes (Speed Up Racing) e Alex Rins (Páginas Amarillas HP 40), o piloto da Estrella Galicia 0,0 Marc VDS não fez mais que quatro voltas fora da liderança e nunca foi além do segundo posto.

Mas um erro na Curva 10, na última volta, deitou tudo a perder e o espanhol não só perdeu a liderança como se viu relegado para o terceiro posto, posição em que acabou por terminar, a 1,115s do vencedor e a 0,689s do compatriota Rins, que igualou o melhore resultado pessoal da época e garantiu a terceira presença do ano no pódio depois de ter liderado em frente ao seu público durante duas voltas.

Antes disso, Zarco batalhava por entre os da frente para recuperar o terreno perdido e, a pouco e pouco, lá foi subindo na geral para chegar ao pódio na 14ª volta. Daí até chegar ao segundo posto passaram-se sete voltas bem pensadas e disputadas, com o ataque final a surgir na derradeira volta.

Já Sam Lowes levava a cabo uma prova no sentido inverso. Depois de ter liderado durante duas voltas, o britânico começou a perder competitividade e a descer na classificação para acabar por cruzar a linha de meta em quarto a uns distantes 3,914s da frente. Bem mais longe terminou o terceiro melhor espanhol. O colega de equipa de Rins, Luis Salom foi quinto a mais de sete segundos de Zarco, enquanto Thomas Luthi (Derendinger Racing interwetten) voltou a mostrar a irregularidade que tem sido a sua imagem de marca este ano ao terminar em sexto, ainda assim melhor que a desistência de há duas semanas em Mugello.

Franco Morbidelli (Italtrans Racing Team) também respondeu à desistência em Itália com um resultado nos dez primeiros ao ver a bandeira de xadrez em oitavo, à frente de Dominique Aegerter (Technomag Racing Interwetten), que não conseguiu dar sequência ao primeiro pódio do ano que conquistou em Mugello há duas semanas. A fechar o Top 10 ficou Lorenzo Baldassarri (Athinà Forward Racing).

Em termos de Campeonato do Mundo Zarco conta agora com 134 pontos, mais 40 que Tito Rabat, enquanto Lowes é terceiro com 80, apenas mais dois que Luthi e mais seis que Rins.

Tags:
Moto2, 2015, GRAN PREMI MONSTER ENERGY DE CATALUNYA, RAC, Tito Rabat, Johann Zarco, Alex Rins, EG 0,0 Marc VDS, Paginas Amarillas HP 40, Ajo Motorsport

Outras actualizações que o podem interessar ›