Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Chuva afecta teste de MotoGP™ na Catalunha

Chuva afecta teste de MotoGP™ na Catalunha

Os pilotos de MotoGP™ ficaram em Montmelò para levarem a cabo teste oficial pós corrida, mas foram prejudicados pela chuva.

Muitos pilotos e equipas viram o programa de testes sofrer muitas alterações devido à forte chuva que se fez sentir a meio do dia e que os obrigou a recolher às boxes. Os que estão a conhecer novas montadas esta temporada aproveitaram a oportunidade para rodar no molhado, enquanto alguns pilotos mais experientes deram o dia por terminado mais cedo.

Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, foi o mais rápido com uma marca de 1:42,018s. Smith não teve nada de novo para avaliar e centrou-se em melhorar a afinação geral da moto com o objectivo de reduzir a diferença para os pilotos de fábrica. O colega de equipa Pol Espargaró terminou em oitavo, a 0,655s.

O ensaio pós-corrida assistiu a mais uma forte prestação dos pilotos do Team Suzuki Ecstar, com Maverick Viñales a terminar em segundo e Aleix Espargaró logo atrás do estreante, a 0,058s. A Suzuki aproveitou também para se concentrar na electrónica, se bem que nenhum dos pilotos rodou no molhado.

Após um fim‑de‑semana misto, a Repsol Honda Team estava desejoso por testar uma versão revista do pacote de electrónica antes do congelamento dos desenvolvimentos do mesmo. A formação também fez rodar o chassis de 2014 para o comparar com o actual, mas não conseguir levar a cabo esta parte do trabalho. Apesar disto, Marc Márquez foi quarto, com Dani Pedrosa em sexto.

Antes da chuva Yonny Hernández (Octo Pramac Racing) terminou o ensaio em quinto com um registo de 1:42,332s enquanto avaliou novos componentes dos travões.

Cal Crutchlow (CWM LCR Honda) foi cedo para a pista para fazer uma simulação de corrida para compreender totalmente o seu potencial ritmo depois de ter ido ao chão após contacto com outro piloto logo na primeira curva, o que o impediu de terminar a corrida. O britânico terminou o teste em 10º, com 1:42,857s.

Scott Redding (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS) foi 12º, mas completou 39 voltas, mais que qualquer outro.

A Movistar Yamaha MotoGP não rodou depois de ter dominado o GP da Catalunha no domingo, optando antes por rumar a Aragão, onde vai testar na terça-feira. A Monster Yamaha Tech3 optou por ficar nas boxes assim que começou a chuver.

Jack Miller (CWM LCR Honda) e Mike De Meglio (Avintia Racing) aventuraram-se no molhado para ganharem mais experiência nestas condições. Miller tinha planeado explorar mais o pacote de electrónica da sua Honda Open.

Eugene Laverty e Nicky Hayden, da Aspar MotoGP Team, trabalharam muito ao longo do dia. A dupla continuou a testar novo braço oscilante para a Honda Open, com a Hayden a mostrar-se desejoso por mais tempo aos comandos da moto após duas desistência. O americano completou 23 voltas e foi o 11º do dia, enquanto Laverty foi 17º, com 1:44,517s antes da chegada da chuva.

Tags:
MotoGP, 2015, CATALUNYA MOTOGP™ OFFICIAL TEST

Outras actualizações que o podem interessar ›