Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati Team conclui dois dias de testes em Misano

Ducati Team conclui dois dias de testes em Misano

A Ducati Team mostrou-se contente com progressos após os dois dias de testes em Misano apesar dos problemas de Iannone com lesão no ombro.

Os dois dias de testes privados organizados pela Ducati Team no Misano World Circuit chegaram hoje ao fim. Sob condições tórridas (pista 61ºC / ar 36ºC) os dois pilotos de fábrica da Ducati passaram a maior parte do tempo a comparar diferentes soluções de afinações.

Dovizioso, que rodou em 1:32,5s, manteve-se em pista até ao final da sessão da tarde, totalizando 132 voltas nos dois dias. Iannone rodou em 1:35,7s, mas o dia terminou mais cedo, à hora do almoço, devido ao piloto ter voltado a sentir dores no ombro esquerdo, o mesmo que lesionou num teste pré-corrida em Misano.

O piloto da Ducati Test Team Michele Pirro também esteve presente em Misano e deu continuidade ao seu habitual trabalho de desenvolvimento, concentrando-se principalmente na electrónica.

A corrida de domingo passado em Sachsenring e este teste dão por concluída a primeira metade da época de 2015 e a Ducati Team só volta à pista de 7 a 9 de Agosto, em Indianápolis, para levar a cabo a segunda corrida do ano nos Estados Unidos.

Andrea Dovizioso: “Estes dois dias de testes em Misano foram muito úteis porque conseguimos trabalhar na afinação que queríamos. Durante os fins-de-semana de corridas nunca tempos tempo suficiente para nos dedicarmos a isto. Trabalhámos no acerto da electrónica e da afinação e o nosso ritmo não foi nada mau; a minha melhor volta esta manhã foi com pneu usado, mas de tarde estava mesmo muito calor e não tentámos melhorar os tempos; até evitei usar os pneus macios.”

Andrea Iannone: “Num dia e meio de testes só usámos três pneus, todos de composto duro, e mesmo esta manhã nunca usei pneus macios. Apesar disto, melhorámos o ritmo face a ontem em mais de meio segundo. Isto é importante para nós e estou contente com a forma como correu. Só estou desapontado por ter tido de terminar o teste mais cedo, mas infelizmente desde esta manhã senti muitas dores no ombro e não consegui rodar rápido nem puxar fore. Contudo, hoje tive boas sensações com a moto, fizemos bom trabalho e recolhi muitos dados importantes para o futuro.”

Tags:
MotoGP, 2015, Michele Pirro, Andrea Dovizioso, Andrea Iannone, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›