Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Forward Racing falha Indianápolis

Forward Racing falha Indianápolis

Stefan Bradl e Loris Baz vão falhar a ronda de Indianápolis enquanto a Forward Racing toca a recolher para se voltar a concentrar.

Na sequência da detenção e acusações contra Giovanni Cuzari, director e patrão da Forward Racing, a equipa concentrou-se em limitar as possíveis consequências da situação com o objectivo de dar continuidade à sua actividade desportiva e terminar a presente época.

Infelizmente, a reacção dos patrocinadores, principal fonte de rendimentos de uma equipa independente, foi imediata e resoluta. Inevitavelmente, alguns deles cancelaram os actuais contratos e interromperam pagamentos, criando mais problemas financeiros que podem afectar por completo a sobrevivência da equipa.

Nos últimos dias a Forward Racing concentrou-se em reconstruir as relações com o patrocinadores, chegando a consenso para garantir alguma ajuda financeira vital para cobrir os custos das próximas corridas. Foram activados novos processos de pagamentos, a administração financeira foi re-estruturada e chegou-se a acordo em relação a novas modalidades operacionais com a Procuradoria de Lugano (Procura di Lugano).

O principal objectivo de recomeçar a proteger os interesses de pilotos, engenheiros, parceiros e fornecedores levou a um acordo com a IRTA (International Racing Teams Association) para não participação no Red Bull Grande Prémio de Indianápolis, a 9 de Agosto, com o intuito de se recolherem os recursos necessários e de estar em melhores condições para as próximas jornadas.

Esta difícil decisão foi necessária para tentar garantir a participação no Campeonato do Mundo até ao final da época. O trabalho da equipa vai continuar com o objectivo de voltar à pista em Brno para o bwin Grande Prémio da República Checa marcado para 16 de Agosto.

Marco Curioni – Director Geral: “Foi uma semana muito difícil para a Forward Racing. Só nas últimas horas tivemos um vislumbre da real possibilidade de ultrapassarmos esta situação. Espero ter o Giocanni – que até prova é contrário é inocente – connosco o mais depressa possível e encontrar uma solução. Neste momento difícil, vários “parceiros” e “amigos” distanciaram-se de forma compreensível da equipa e, por este motivo, quero agradecer aos que nos estão a ajudar; a Dorna e a IRTA deram-nos total apoio, todos os elementos da equipa que nos deram apoio incondicional e aos patrocinadores e novas empresas – que apesar de preocupações objectivas – confiaram em nós e estão a interpretar o significado de patrocínio no seu sentido original: apoio financeiro para permitir a um desportistas mostrar o seu talento.”

Tags:
MotoGP, 2015, Simone Corsi, Lorenzo Baldassarri, Loris Baz, Stefan Bradl, Forward Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›

motogp.com
O toque de Ajo

2 anos ago

O toque de Ajo