Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Morbidelli: “A chave foi manter a calma”

Morbidelli: “A chave foi manter a calma”

A renhida corrida terminou com Morbidelli a compensar os erros do GP da Alemanha e a garantir finalmente o primeiro pódio no Mundial.

Franco Morbidelli (Italtrans Racing Team) já tinha conquistado quatro quintos lugares este ano e falhou o pódio no GP da Alemanha depois de arriscar demais, acabando por levar Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Racing) consigo para acabar a corrida na gravilha. Contudo, o italiano conseguiu lidar bem com as condições traiçoeiras do Red Bull Grande Prémio de Indianápolis para se estrear no pódio do Campeonato do Mundo de Moto2™ com o terceiro lugar.

As condições sentidas durante a corrida de Moto3™ fez com que muitos pilotos da Moto2™ usassem de cautela nas primeiras voltas, mas Morbidelli atacou desde nono. Todos os pilotos optaram por rodar com pneus slick, isto apesar da ameaça de chuva ter sido ainda maior. O piloto da Kalex cedo deu por si envolvido em renhida luta com Rabat e Dominique Aegerter (Technomag Racing Interwetten), originando uma das melhores corridas de Moto2™ do ano. Como na Alemanha, a disputa entre Morbidelli e Rabat foi grande, mas ambos conseguiram manter-se nas motos, com Morbidelli a terminar em terceiro e Rabat em quinto.

Franco Morbidelli: “Foi muito divertido. Não no início, que as condições não eram boas. A chave foi manter a calma e tentar atacar no final, e foi isso que tentei fazer. O Tito, o Aegerter e o Zarco estavam muito fortes, pelo que dei tudo o que tinha e finalmente consegui o pódio. Estou muito contente e quero dedicar este resultado à minha equipa.”

Tags:
Moto2, 2015, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX, RAC, Franco Morbidelli, Italtrans Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›