Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Heróis da Casa: Os britânicos vêm aí

Heróis da Casa: Os britânicos vêm aí

Não há um Campeão do Mundo britânico desde Barry Sheene, em 1977, mas os fãs da casa têm muitos a quem apoiar em 2015.

O Campeonato do Mundo de MotoGP™ conta com três britânicos a tempo inteiro na categoria rainha: Bradley Smith (Monster Yamaha Tech3), Cal Crutchlow (CWM LCR Honda) e Scott Redding (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Racing). Todos eles a terem já conquistado pódios no MotoGP™ e nas categorias mais baixas. Silverstone será uma corria especial para eles, não fosse a única vez no ano em que correm em casa.

Do trio, Bradley Smith é quem está a ter a melhor época depois de ter terminado a maior parte das corridas como melhor piloto satélite e ocupa a quinta posição da geral do MotoGP™. O melhor resultado de Smith na categoria rainha no GP de Inglaterra foi o nono lugar de 2013, o primeiro ano no MotoGP™. Já nas categorias mais baixas Smith assinou dois pódios, um terceiro lugar nas 125cc em 2010 e um árduo segundo na Moto2™, em 2011. O pódio da categoria intermédia surgiu após ter partido de 28º da grelha.

Cal Crutchlow está a ter uma temporada complicada; terminou no pódio na Argentina, mas desistiu em quatro jornadas. Desde que se juntou ao MotoGP™ em 2011 o melhor resultado de Crutchlow no GP de Inglaterra foi o sexto posto de 2012. À semelhança de Smith, uma prestação que surgiu após uma largada da 20ª posição da grelha. Muitas das corridas de Crutchlow em casa foram afectadas por grandes quedas nos treinos, mas o britânico esforça-se sempre e corre contra as dores, o que lhe valeu o título de “Coração de Leão” por parte dos fãs e comentadores.

Durante o tempo que passou na Moto2™ Scott Redding conseguiu sempre um extra com o apoio do público da casa, assinando dois pódios e nunca terminando pior que quinto. Em 2013 Redding venceu mesmo na Moto2™ e fê-lo com um fato com as cores de Sua Majestade. Em 2008 Redding estreou-se a vencer no Campeonato do Mundo com apenas 15 anos e 170 dias de idade no GP de Inglaterra, tornando-se no mais jovem piloto de sempre a vencer uma corrida.

As categorias mais baixas também contam com britânicos de sucesso. Na Moto3™ Danny Kent (Leopard Racing) lidera a classificação, enquanto John McPhee (SAXOPRINT-RTG) terminou no pódio em Indianápolis. Já na Moto2™, Sam Lowes (Speed Up Racing) tem rodado na frente da classe desde o início da época. Kent bem posicionado para se tornar no primeiro Campeão britânico desde Sheene enquanto o futuro se mostra brilhante para os pilotos da casa.

Tags:
MotoGP, 2015, OCTO BRITISH GRAND PRIX, Cal Crutchlow, Danny Kent, Scott Redding, Bradley Smith, Sam Lowes

Outras actualizações que o podem interessar ›

motogp.com
Tributo a Garriga

1 ano ago

Tributo a Garriga