Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Kent vence em casa

Kent vence em casa

Danny Kent garante 6ª vitória do ano em molhado e traiçoeiro Octo GP de Inglaterra, à frente Kornfeil e Antonelli.

O piloto da Leopard Racing acabou por ser o que melhor lidou com as complicadas condições climatéricas para levar de vencida a 12ª corrida da época. Vindo de terceiro da grelha, o britânico saltou para a segunda posição logo após a partida e depois de três voltas sem progredir e a avaliar as condições do piso, assumiu a liderança aquando da queda de Isaac Viñales (RBA Racing Team).

O líder da geral, Kent, não mais perdeu a liderança e aproveitou de imediato para começar a isolar-se na frente enquanto Jakub Kornfeil fazia o mesmo na segunda posição. O checo da Drive M7 SIC teve, aliás, uma progressão muito semelhante à de Kent. É certo que partiu de 13º da grelha, mas era terceiro na primeira volta e também beneficiou da queda Viñales para subir a segundo, não mais perdendo a posição até final.

Diferente foi o que se passou em relação ao terceiro lugar. Romano Fenati começou por levar vantagem neste particular a partir da quarta volta, mas uma saída de pista na nona volta deitou por terra as aspirações a mais um pódio. Ainda assim, o italiano da SKY Racing Team VR36 foi 12º. Quem beneficiou com o desaire de Fenati foi o compatriota Niccolò Antonelli. Vindo de 18º da grelha, o piloto da Ongetta-Rivacold recuperou 13 posições até à sexta volta e depois acabou por dar por si no pódio.

Com os três primeiros a ficarem decidido logo após o meio da corrida, restava saber quais as posições dos demais. Fabio Quartaro (Estrella Galicia 0,0) teve uma corrida complicada, com problemas na viseira e chegando mesmo a rodar com ela aberta, o que ditou um longínquo quarto lugar a mais de 50 segundos da frente. A fechar a lista dos cinco primeiros ficou Livio Loi, da RW Racing GP, que terminou a 51,7s da frente.

Enquanto isso, Juanfran Guevara (Mapfre Team Mahindra), Lorenzo dalla Porta (Husqvarna Factory Laglisse), Efrén Vázquez (Leopard Racing) e Tatsuki Suzuki (CIP) completavam o Top 10 numa corrida onde o português Miguel Oliveira, da Red Bull KTM Ajo, acabou por andar de trás para frente. Oliveira partiu de nono, mas nunca se encontrou com o traçado de Silverstone, começando logo a perder posições para chegar a rodar em 24º antes de garantir o 13º posto final.

Contudo, prova bem mais complicada tiveram 16 pilotos que não lograram terminar devido a quedas. Gabriel Rodrigo (RBA Racing Team) e Jorge Navarro (Estrella Galicia 0,0) nem completaram a primeira volta. 

Matteo Ferrari (San Carlo Team italia), Ana Carrasco (RBA Racing Team), Maria Herrera (Husqvarna Factory Laglisse), Viñales (com duas quedas), os pilotos da Red Bull KTM Ajo, Karel Hanika (também com duas quedas) e Brad Binder, Jules Danilo (Ongetta-Rivacold) o jovem da Mapfre Team Mahindra Jorge Martín, com umas impressionantes três quedas, os pilotos da Outox Reset Drink Team, Alessandro Tonucci e Darryn Binder, Andrea Locatelli (Gresini Racing Team Moto3), Stefano Manzi (San Carlo Team Italia), o já referido Bastianini e Francesco Bagnaia (Mapfre Team Mahindra) foram os pilotos que não terminaram este Octo GP de Inglaterra de Moto3™ devido a quedas.

Veja os resultados da corrida de Moto3™ em Silverstone, bem como a classificação do Campeonato do Mundo.

Tags:
Moto3, 2015, OCTO BRITISH GRAND PRIX, RAC, Danny Kent, Niccolò Antonelli, Jakub Kornfeil, Leopard Racing, Drive M7 SIC, Ongetta-Rivacold

Outras actualizações que o podem interessar ›

motogp.com
Brad Pitt no #BritishGP

1 ano ago

Brad Pitt no #BritishGP