Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi regressa a casa na frente da geral

Rossi regressa a casa na frente da geral

Valentino Rossi continua a ser o homem a bater em Misano e com o apoio do público da casa os rivais não deverão ter tarefa fácil.

Valentino Rossi voltou a estar ao seu melhor nível em Silverstone para recuperar a liderança isolada do Campeonato do Mundo de MotoGP™ antes do GP caseiro, não tivesse ele nascido em Tavullia, a meros 10 km do circuito de Misano.

O italiano da Movistar Yamaha MotoGP nunca teve menos pontos que qualquer outro rival este ano e a luta com o companheiro de equipa Jorge Lorenzo parece estar para lavar e durar. Os dois contam com três vitórias cada um em Misano, com Rossi a ter triunfado na edição do ano passado, mas isso não quer dizer nada. Ambos estão em grande momento de forma e, como tem sido patente ao longo do ano, estão sempre prontos a responder de imediato aos feitos de cada um, pelo que Lorenzo deverá estar totalmente apostado em recuperar o terreno perdido com o quarto lugar de Silverstone.

Mas os homens da formação de fábrica da marca dos três diapasões não serão os únicos protagonistas da 13ª jornada do ano. É certo que a pista tem sido favorável à Yamaha, que soma sete triunfos em Misano desde 2007, mas os homens da Repsol Honda deverão também ter palavra a dizer.

O bi-Campeão do Mundo Marc Márquez vem de mais um nulo por queda em Silverstone e deverá estar desejoso por compensar o mau resultado. Nada menos que uma vitória o satisfará, ainda para mais porque Márquez não se pode dar ao luxo de perder mais pontos caso queira manter viva a chama do ceptro – menos 77 pontos que o líder Rossi não lhe permitem, de todo, novas falhas. Mas a tarefa não deverá ser fácil se olharmos ao passado, já que Márquez não conta com triunfos no traçado e no ano passado nem sequer logrou o pódio.

Contudo, Márquez terá também outras preocupações. Também a rodar em casa e certamente desejoso por vingar o menos positivo oitavo lugar em Inglaterra, Andrea Iannone está muito perto do espanhol na geral. São apenas nove os pontos que separam ambos e o italiano está a levar a cabo uma época muito positiva, pelo que o apoio da casa poderá ser determinante para o voltarmos a ver lutar pelo pódio e pela terceira posição da geral.

O mesmo se pode dizer do colega de equipa de Iannone na Ducati Team. Andrea Dovizioso parece ter colocado ponto final  numa sequência de resultados menos positivos com o brilhante terceiro lugar nas traiçoeiras condições climatéricas de Silverstone e também ele deverá estar totalmente apostado em assinar um forte resultado perante o seu público.

Enquanto isso, na luta pelos privados, Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, leva vantagem sobre os demais, mas perdeu algum terreno para o compatriota Scott Redding (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS) em casa, pelo que agora deverá querer compensar isso. Contudo, para tal terá também de se ver o colega de equipa Pol Espargaró e Cal Crutchlow (LCR Honda). Ambos ficaram a zeros em Inglaterra, pelo que tudo deverão fazer para responder já neste fim‑de‑semana.

Para terminar, a Open. Nicky Hayden (Aspar MotoGP Team) assinou a segunda vitória da época na classe na última jornada, mas continua longe do líder Héctor Barberá (Avintia Racing Ducati), se bem que está apenas a três pontos do segundo classificado Loris Baz (Forward Racing), o que faz com que se anteveja animado duelo entre o americano e o gaulês.

O Grande Prémio TIM de São Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP™ tem a primeira acção de pista pelas 9h55 locais de sexta-feira, com a FP1, enquanto a partida para a corrida de 28 voltas aos 4,2 km de Misano está marcada para as 14 horas locais de domingo.

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMIO TIM DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Valentino Rossi, Movistar Yamaha MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›

motogp.com
Faleceu Warren Willing

2 anos ago

Faleceu Warren Willing