Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Comissão de Grandes Prémios reune-se em Misano

Comissão de Grandes Prémios reune-se em Misano

A Comissão de Grandes Prémios reuniu-se no GP de São Marino para discutir alterações aos regulamentos técnico e desportivo.

A Comissão de Grandes Prémios, composta por Carmelo Ezpeleta (Dorna, Presidente), Ignacio Verneda (CEO da FIM), Hervé Poncharal (IRTA) e Takanao Tsubouchi (MSMA) na presença de Javier Alonso (Dorna), Mike Trimby (IRTA Secretário da reunião) e Corrado Cecchinelli (Director de Tecnologia do MotoGP), decidiu, em reunião tida a 12 de Setembro em Misano, o seguinte:

Regulamento Técnico da Classe de MotoGP

Electrónica da Classe de MotoGP – Efeitos Imediatos

O critério para a utilização de sensores adicionais foi confirmado. Cada construtor pode nomear um sensor adicional que poderá não estar disponível para todas as equipas. Contudo, os dados deste sensor só podem ser utilizados para compilação de dados e não podem ter qualquer efeito em estratégias de controlo.

Além de quaisquer sensores homologados, haverá também uma lista de equipamentos livres, que serão os únicos outros equipamentos autorizados a comunicar com a ECU. Detalhes dos equipamentos livres serão publicados no regulamento dos Grandes Prémios.

Regulamento Desportivo – Efeitos na Época de 2016 (i.e. a partir de 9 de Novembro de 2015)

Restrições aos Testes – Classes de Moto3 e Moto2

Actualmente os pilotos de Moto3 e Moto2 estão limitados a testar em dois circuitos nomeados, um circuito de GP e outro não, se bem que em qualquer altura. Isto levou a situações em que alguns pilotos com mais capacidades financeiras tenham testado de forma quase constante. Houve também problemas para as equipas assegurarem datas de testes em alguns circuitos com disponibilidade limitada. De futuro, os pilotos poderão testar em qualquer circuito durante um máximo de dez dias.

Restrições aos Testes – Classe de MotoGP

Várias alterações foram aprovadas para reflectirem o facto de já não existir uma categoria Open nesta classe. Em resumo, as alterações são:

Os construtores com as suas próprias equipas serão autorizados a testar com os seus pilotos contratados por um máximo de cinco dias em qualquer circuito, por oposição a apenas um circuito nomeado. Eles poderão continuar a testar com os respectivos pilotos de testes fazendo uso da distribuição de pneus de testes.

Equipas de Aluguer (“Lease Teams”), que actualmente estão limitadas a testar apenas com pilotos de testes, serão agora autorizadas a testar em qualquer circuito por um máximo de cinco dias com os pilotos contratados. Contudo, já não serão permitidos testes adicionais com pilotos de testes.

Não há alterações às actuais restrições de testes para as equipas Concessão.

Para todas as classes, os testes privados autorizados são uma adição aos testes oficiais organizados pela Dorna e IRTA. Além disso, as actuais regras que impedem a realização de testes entre 1 de Dezembro e 31 de Janeiro, ou durante os 14 dias que antecedem uma corrida no mesmo circuito, continuam inalterados.

Uma versão dos Regulamentos de Grandes Prémios FIM actualizada com regularidade, e da qual consta o texto detalhado com estas alterações aos regulamentos, pode ser consulta em: http://www.fim-live.com/en/sport/official-documents-ccr/codes-and-regulations/

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMIO TIM DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI

Outras actualizações que o podem interessar ›