Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi e Lorenzo prontos para mais do mesmo em Aragão

Rossi e Lorenzo prontos para mais do mesmo em Aragão

Rossi conta com 23 pontos de vantagem sobre Lorenzo na emocionante luta pelo ceptro de MotoGP™ de 2015.

Depois de Marc Márquez ter finalmente quebrado o enguiço de Misano com a primeira vitória na categoria rainha na última jornada, a mesma onde Jorge Lorenzo foi ao chão e Valentino Rossi cruzou a meta pela primeira vez este ano fora dos três primeiros (em quinto) após complicadas e instáveis condições climatéricas no domingo, o pelotão de MotoGP™ está pronto para regressar à acção na que será a 14ª ronda do Campeonato de Mundo de 2015, o Grande Prémio Movistar de Aragão.

O italiano da Movistar Yamaha MotoGP chega ao MotorLand Aragón com 23 pontos de vantagem sobre o rival e colega de equipa Jorge Lorenzo, e se o espanhol foi o grande vencedor do ano passado, o mesmo não se pode dizer do italiano, que depois de ter partido de sexto acabou por sofrer queda. Aliás, o traçado espanhol é um dos únicos dois circuitos do actual calendário (o outro é Austin) onde Rossi nunca venceu e no qual o melhor resultado foi o terceiro lugar de 2013.

Se os pilotos repetissem agora os resultados do ano passado, Lorenzo iria para as três corridas asiáticas na frente da classificação com dois pontos de margem, mas o mais provável é que ambos vão ir em busca do triunfo.

Noutro local do pit lane, Marc Márquez, da Repsol Honda, vai em busca da 50ª vitória da carreira para tentar reduzir um pouco mais o atraso de 53 pontos. O Campeão do Mundo de MotoGP™ venceu a corrida de 2013 desde a pole, isto depois de também ter levado a melhor no embate da Moto2™ em 2011. Já no ano passado, Márquez voltou a partir da pole, mas caiu quando liderava com slicks em piso molhado; ele ainda recuperou para terminar em 13º.

O colega de equipa Dani Pedrosa teve idêntica sorte no ano passado quando lutava com o próprio Márquez pela liderança e acabou por terminar em 14º. Ele também caiu na corrida de 2013 depois de Márquez lhe ter tocado e danificado o sensor de controlo de tracção, mas venceu em 2012.

Andrea Dovizioso, da Ducati Team, caiu em três das últimas cinco visitas ao traçado, com o melhor resultado a ser o terceiro lugar de 2012 após intensa batalha pelo pódio com o então colega de equipa Cal Crutchlow. O seu actual colega de equipa Andrea Iannone foi ao chão no ano passado após excelente prestação que o chegou a levar à liderança, mas este ano não estará fisicamente a 100% após ter deslocado de novo o ombro esquerdo.

Aleix Espargaró, da Suzuki Ecstar, conseguiu o único pódio de MotoGP™ no ano passado ao terminar em segundo com a Forward Yamaha no traçado. O colega de equipa Maverick Viñales conta com três pódios nas classes mais baixas, um deles a vitória desde a pole na Moto2™ no ano passado.

Na luta das Satélite, Bradley Smith, da Monster Yamaha Tech3, conta com 42 pontos de margem sobre Danilo Petrucci, da Octo Pramac Ducati depois de ter assinado o primeiro pódio da época em Misano. O britânico foi quinto no ano passado, enquanto Petrucci logrou o melhor resultado da época com a ART da IodaRacing ao terminar em 11º. O colega de equipa de Smith, Pol Espagaró, não somou pontos em São Marino, mesmo assim está dois pontos à frente de Cal Crutchlow, da LCR Honda.

Nas Open, Loris Baz, da Forward Racing, é o novo líder depois do incrível quarto lugar em Misano. O gaulês soma mais cinco pontos de Héctor Barberá, da Avintia Racing, com Jack Miller, da LCR Honda, em terceiro.

Tags:
MotoGP, 2015, GRAN PREMIO MOVISTAR DE ARAGÓN

Outras actualizações que o podem interessar ›