Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rabat leva a melhor com vitória em Aragão

Rabat leva a melhor com vitória em Aragão

Rabat vence à frente de Rins e Lowes no GP Movistar de Aragão, com Zarco a terminar em sexto e a adiar decisão do ceptro.

Tito Rabat e Álex Rins acabaram por ser os pilotos que melhor lideram com a pressão neste Grande Prémio Movistar de Aragão ao terminarem em primeiro e segundo, respectivamente, com Sam Lowes a fechar o pódio enquanto Johann Zarco se ficou por um modesto sexto lugar.

Mas como se a possibilidade da conquista do ceptro não fosse já por si pressão suficiente, os pilotos tiveram ainda contar com um factor extra já que o toque entre Dominique Aegerter (Technomag Racing Interwetten) e Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2) na segunda voltou levou à apresentação da Bandeira Vermelha para assistência ao piloto suíço.

Aquando da segunda partida, para uma corrida então reduzida a 14 voltas, o resultado após o apagar das luzes foi o mesmo do da primeira vez: o Campeão do Mundo e segundo classificado da geral assumiu a liderança da corrida, mas o piloto da Páginas Amarilla HP40 não tardou a responder e ao cabo de duas curvas assumia a primeira posição.

O terceiro classificado da geral manteve-se então na liderança durante as primeiras seis voltas, altura em que o espanhol da Estrella Galicia 0,0 Marc VDS recuperou a primeira posição. Sempre colados, e isolando-se dos perseguidores, Rabat e Rins encantaram o público da casa com soberba prestação onde só mesmo no final se confirmou o vencedor, com Rabat a levar a melhor por apenas 0,096s para garantir a segunda vitória da época.

Atrás dele, a mais de cinco segundos, terminou um solitário Sam Lowes. O britânico da Speed Up Racing só nos momentos iniciais da prova logrou acompanhar os espanhóis, mas depressa começou a perder o contacto para levar a cabo uma corrida tranquila, já que o quarto classificado Jonas Folger, da AGR Team, terminou a mais dois segundos de distância, também ele solitário.

O mesmo já não se pode dizer de Thomas Luthi (Derendinger Racing Interwetten), que terminou na quinta posição com escassos 0,2s de margem sobre o líder do Campeonato Johann Zarco. O gaulês da Ajo Motorsport, que vinha de uma sequência de três vitórias consecutivas e tinha em Aragão a primeira possibilidade de conquistar o ceptro, acabou por colocar ponto final numa brilhante sequência recordista de 12 pódios consecutivos. Zarco tem agora de esperar mais duas semanas para se poder tornar no primeiro francês a vencer o título de Moto2™.

Colado ao líder da geral terminou Hafizh Nakagami (Petronas Raceline Malaysia), com Takaaki Nakagami (Idemitsu Honda Team Asia), e os pilotos da Forward Racing, Simone Corsi e Lorenzo Baldassarri, a completarem a lista dos dez primeiros.

Em termos de Campeonato do Mundo a única alteração prende-se com as diferenças pontuais. Zarco lidera com 284 pontos seguido de Rabat (206), Rins (184), Lowes (144) e Luthi (142).

Vê aqui os resultados da Corrida de Moto2™ e a Classificação do Campeonato do Mundo.
 

Tags:
Moto2, 2015, GRAN PREMIO MOVISTAR DE ARAGÓN, RAC, Sam Lowes, Alex Rins, Tito Rabat, EG 0,0 Marc VDS

Outras actualizações que o podem interessar ›