Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Zarco: “Senti a pressão”

Zarco: “Senti a pressão”

O título de Moto2™ acabou por não se decidir em Aragão após o sexto lugar de Zarco e vitória de Rabat.

O número máximo de pódios consecutivos de Johann Zarco (Ajo Motorsport) esta temporada acabou por se ficar pelos 12. O gaulês, que tinha a possibilidade de conquistar o ceptro de Campeão do Mundo de Moto2™ em Aragão, acabou por terminar a corrida em sexto e terá assim de esperar, pelo menos, pelo Japão para voltar a tentar.

Zarco rodou longe das posições cimeiras durante toda a corrida e perdeu 15 pontos para o segundo classificado do Campeonato, Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS), que venceu o Grande Prémio Movistar de Aragão de Moto2™.

Zarco: “O mais importante este fim‑de‑semana era conseguir os dez pontos que somei e que me permitem aproximar-me um pouco mais do título. Foi um fim‑de‑semana duro, onde não consegui rodar com comodidade. A corrida teve duas partidas; na primeira estive bem, mas na segunda não. Sei que podia ter estado com os pilotos da frente, mas não fui capaz porque não estive suficientemente tranquilo. Não esperava isto, mas foi o que se passou. Senti a pressão. O bom é que aprendi com isso e será importante para as próximas corridas. O resultado final não é mau, pelo que estou desejoso por voltar a lutar pela vitória no Japão.”

Tags:
Moto2, 2015, GRAN PREMIO MOVISTAR DE ARAGÓN, RAC, Johann Zarco, Ajo Motorsport

Outras actualizações que o podem interessar ›