Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Oliveira: “As condições da pista estavam traiçoeiras”

Oliveira: “As condições da pista estavam traiçoeiras”

Determinado a não deixar Kent levar o ceptro com facilidade, Miguel Oliveira começou ao ataque no Pramac Grande Prémio da Austrália.

As condições mistas ao longo das duas sessões limitaram o tempo de pista para os pilotos do Campeonato do Mundo de Moto3™. Ainda assim tal não travou Miguel Oliveira, que rodou em 1:37,209s para lidera a FP1 com 0,210s de margem sobre o rival ao ceptro e líder da  geral Danny Kent (Leopard Racing). O piloto da Red Bull KTM Ajo tem apresentado grande forma nos últimos tempos, com dois segundos lugares e uma vitória nas últimas três corridas, o que o tem feito aproximar-se do topo da tabela de classificação e faz com que possa ainda almejar a coroa.

Miguel Oliveira: “Este primeiro dia correu muito bem. Fomos os mais rápidos na primeira sessão e de tarde as condições estiveram diferentes. As condições da pista estavam traiçoeiras porque choveu, o que nos levou a ir para a pista apenas nos últimos dez minutos. Terminámos em terceiro e sem melhorarmos o nosso tempo. De todas as formas, estamos contente com a forma como o dia correu, estamos a trabalhar com o objectivo de sempre; estarmos no topo das tabelas de tempos e lutar pelo pódio na corrida.”

Tags:
Moto3, 2015, PRAMAC AUSTRALIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, FP2, Miguel Oliveira, Red Bull KTM Ajo

Outras actualizações que o podem interessar ›