Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Alex de Angelis agora “apto para voar”

Alex de Angelis agora “apto para voar”

Já estão a decorrer os preparativos para a transferência de Alex de Angelis para São Marino nos próximos dez dias.

Actualização 17/10/2015: Após oito dias hospitalizado na unidade de cuidados intensivos do Hospital Universitário Dokkyo, em Mibu, os médicos declaram Alex de Angelis “apto para voar”. A confirmação das melhorias clínicas do piloto de São Marino foram também dadas pelo Dr. Michele Zasa, da Clínica Móvel, que está a assistir de Angelis no Japão.

Os preparativos estão a ser levados a cabo para a transferência de Alex de Angelis para São Marino, onde será admitido no Hospital Estatal para receber os necessários cuidados médicos. De Angelis deverá regressar a São Marino nos próximos dez dias.

O Team e-motion Iodaracing recebeu estas notícias com grande alegria e já agradeceu aos médicos do Hospital Universitário Dokkyo, à unidade de resgate de Motegi e ao pessoal médico do circuito, ao Dr. Michele Zase e à Clínica Móvel, bem como à Dorna e IRTA pela enorme ajuda dada a Alex de Angelis nestes dias difíceis.

-----------

Actualização 15/10/2015: Alex de Angelis continua a receber tratamento na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Dokkyo, mas a sua condição melhorou ao longo das últimas 24 horas, com a principal preocupação a ser a contusão dos pulmões contraída quando caiu durante a FP4 do GP do Japão na semana passada. Os pulmões do piloto revelaram-se bem ventilados, ainda assim um raio-X ao tórax revelou também algumas zonas colapsadas que estão sob controlo. O piloto está estável, acordado e orientado e mostrou-se contente por estar com o pai e irmão.

-----------

Atualização 13/10/2015: De Angelis ainda está em observação no Hospital Dokkyo, em Mibu, e está agora totalmente acordado com melhorias nos sinais neurológicos. Devido à contusão pulmonar contraída e resultante quantidade de líquidos e sangue no pulmão, De Angelis está agora sob ventilação não invasiva para facilitar a respiração, que melhorou ao longo do dia.

-----------

Actualização 12/10/2015: Na segunda-feira De Angelis foi submetido a um TAC à cabeça e peito, que não revelou alterações ao hematoma craniano que sofreu, enquanto as contusões nos pulmões estão ligeiramente melhores. O piloto continua em estado crítico, mas com a redução dos sedativos ele consegui falar e mostrar-se orientado no tempo e espaço. Ele vai ser alvo de novo TAC à cabeça nas próximas 48 a 72 horas para garantir a estabilidade do hematoma craniano, enquanto o estado dos pulmões necessita de mais avaliação.

O Conselheiro de Segurança do MotoGP™, Loris Capirossi, e o Oficial de Segurança dos Grandes Prémios FIM, Franco Uncini, visitaram De Angelis na manhã de segunda-feira; durante o tratamento no Japão o piloto está a ser assistido pelo Dr. Michele Zasa, da Clínica Móvel.

-----------

Actualização 11/10/2015: O piloto de MotoGP Alex de Angelis foi submetido a mais exames médicos na manhã de domingo no Hospital Universitário Dokkyo. Foi efectuada uma ressonância magnética que revelou um derrame intracraniano. Contudo, isto tem de ser melhor avaliado e o piloto será submetido a nova avaliação neurológica mais tarde. O Dr. Michele Zaza, da Clínica Móvel, vai ficar com o piloto nos próximos dias para acompanhar a evolução clínica do paciente.

------

Alex de Angelis, da E-Motion IodaRacing Team, sofreu queda forte no Twin Ring Motegi, na última sessão de treinos que antecede a qualificação, e foi transferido de helicóptero para o Hospital Dokkyo, em Mibu, para mais exames médicos e tratamento.

De Angelis caiu a meio da FP4, o que levou a Direcção de Corrida a interromper a sessão com bandeira vermelha. O piloto estava consciente e a respirar antes de ser aero-transportado.

Alex foi submetido a um TAC e após uma análise preliminar foi-lhe diagnosticada uma contusão pulmonar, com outros exames a revelarem também várias costelas fracturadas. O TAC à coluna revelou fracturas nas vértebras T7-T8-T9, uma fractura do corpo da L4 e fracturas transversais das T2, 4 e 8.

Director Médico do MotoGP™ Michele Macchiagodena: “Há um trauma torácico com fracturas bilaterais das costelas. Ele também sofreu uma contusão na cabeça – o TAC não demonstra danos ou derrame, mas tem de continuar sob observação nos próximos dias. Contudo, o que necessita de mais atenção é o facto de ter sofrido uma contusão pulmonar – vamos ter de a seguir de perto para garantir que não resulta em limitações respiratórias ou qualquer tipo de infecção. Os primeiros exames confirmam também cinco vértebras fracturas, das quais três parecem afectar o corpo da vértebra – de momento não há lesões neurológicas, mas temos de garantir a estabilidade dessas fracturas para a medula não ser afectada. Por agora tem de ser observado de perto pare determinar se é possível evitar a operação.”

Tags:
MotoGP, 2015, MOTUL GRAND PRIX OF JAPAN, FP4, Alex de Angelis, E-Motion IodaRacing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›