Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Kent: “Fui tocado por outro piloto”

Kent: “Fui tocado por outro piloto”

Parecia quase certo que Danny Kent ia conquistar o título, mas o GP da Austrália terminou em desastre para o britânico.

Mal o Pramac Grande Prémio da Austrália começou formou-se um grande grupo na frente da corrida e Danny Kent era um dos tranquilos elementos do mesmo, ciente do que tinha de fazer para conquistar o ceptro de Campeão do Mundo de Moto3™. Contudo, um incidente com outro piloto na Curva 4 fez com que Kent alargasse a linha e acabasse fora dos pontos, mas isso não o demoveu; o líder do mundial recuperou bem para rodar entre os dez primeiros poucas voltas depois. Contudo, o desastre voltou a bater-lhe à porta e Kent voltou a ser tocado por outro piloto, desta feita sem qualquer possibilidade de evitar a queda. Niccolo Antonelli (Ongetta-Rivacold) e Enea Bastianini (Gresini Racing Team Moto3) estiveram envolvidos no incidente e também foram ao tapete; felizmente nenhum deles sofreu lesões de monta.

Devido à desistência Kent tem agora de esperar por Sepang para ter nova oportunidade de conquistar a coroa, se bem que agora o rival já não é Bastianini. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) venceu a corrida de Phillip Island e é agora o único que pode travar o britânico na corrida ao título. O piloto da Leopard Racing vai para Sepang com 40 pontos de margem sobre o luso.

Danny Kent: “Honestamente, estou um pouco desapontado com o desfecho do fim‑de‑semana porque senti-me muito forte com a moto em todas as sessões e também no dia da corrida. Senti-me muito confiante na possibilidade de sair da Austrália como campeão. Estava a rodar no grupo da frente e era mesmo fácil manter-me com eles, mas numa das vezes na travagem para o gancho fui tocado por outro piloto, que foi a primeira vez em que alarguei a linha e perdi muitas posições. Ainda assim consegui recuperar rapidamente e de por mim em sexto ao cabo de duas voltas. Depois voltei a ser tocado, o que me deixou fora da corrida. Agora o Enea (Bastianini) está fora da corrida, mas tenho de prestar toda a atenção ao Miguel Oliveira que está a 40 pontos. Temos de continuar a trabalhar arduamente nas duas últimas corridas, começando já na Malásia.”

Tags:
Moto3, 2015, PRAMAC AUSTRALIAN MOTORCYCLE GRAND PRIX, RAC, Danny Kent, Leopard Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›