Hiroshi AOYAMA depois da QP2